Empresas e empresários juntam-se para alcançar a transferência de tecnologia no dia misto da rede transfronteiriça SPIN_UP

A Jornada Mixta de Networking Transfronterizo SPIN_UP, realizado a 25 de Novembro, conseguiu gerar 48 reuniões virtuais nas quais participaram 16 empresas. Além disso, foram apresentados 42 projectos empresariais.

No âmbito do projecto SPIN_UP “Definição e implementação de núcleos de transferência local para a promoção de spinoffs universitários e startups inovadores”, que visa promover encontros entre o tecido produtivo e a oferta de agentes geradores de conhecimento, realizou-se no dia 25 de Novembro a Jornada Mixta de Networking Transfronterizo SPIN_UP. Esta conferência foi organizada com o objectivo de gerar encontros de rede entre empresas e empresários, a fim de alcançar a transferência de tecnologia.

Como consequência das actuais limitações decorrentes da crise sanitária, a conferência, para além do formato presencial na sede da Área de Negócios da Fome, onde os parceiros espanhóis do projecto participaram, foi também transmitida por streaming, um formato seguido pelos parceiros portugueses.

A conferência foi dividida em duas partes. Após a recepção de Joana Resende, responsável pelo empreendedorismo na Universidade do Porto, e Vicente Pérez Muñuzuri, director-geral da Uninova, foi apresentado o projecto SPIN_UP e os objectivos da conferência foram explicados por Monica Suárez, uma técnica da Uninova.

Em seguida, foram apresentados os 42 projectos empresariais e, mais tarde, realizaram-se as reuniões virtuais de trabalho em rede. Um total de 16 empresas solicitou reuniões, que chegaram a 48, incluindo Finsa, OBZ, Seguridade A1, InCentea, Bluscus e Norpromenade.

 

Projecto SPIN_UP

O projecto SPIN_UP “Definição e implementação de núcleos de transferência local para a promoção de spinoffs universitários e startups inovadores”, co-financiado em 75% pelo programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020 através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) da União Europeia, tem como objectivo final estimular a criação de empresas através da transferência de tecnologia e conhecimento por meio do encontro entre o tecido produtivo e a oferta dos agentes geradores de conhecimento.

Os parceiros do projecto são, do lado espanhol, Uninova, Igape, Asociación Área Empresarial del Tambre e Cámara de Comercio Santiago, e, do lado português, Universidade do Porto e Anje.